Anúncio de CEO da Apple põe direitos de homossexuais em foco